OUTROS DESTAQUES
Direitos autorais
Ecad diz que entrou na Justiça, mas quer acordo
quinta-feira, 27 de maio de 2004 , 18h26 | POR REDAÇÃO

O Escritório Central de Arrecadação e Distribuição (Ecad) explica que as cobranças na Justiça contra a Net Serviços, Sky e DirecTV se deram em função da não conclusão de um acordo para o reajuste do valor que vem sendo pago pelas operadoras desde 2001. O Ecad explicou que propôs um reajuste pelo IGP-DI (no período de 2001 a 2004) sobre os valores acordados em 2001. As operadoras pediram a redução do valor proposto, o que foi aceito pela entidade. Acontece que mesmo depois desta segunda oferta, segundo o Ecad, as operadoras não se manifestaram pelo fechamento da proposta. Como já se passaram quatro meses do vencimento do contrato anterior, o Ecad optou por acionar as empresas na Justiça cobrando o pagamento. De acordo com Antero Salgado, diretor nacional de arrecadação do Ecad, as ações em nenhum momento significam a desistência da negociação e, sim, uma tentativa de acelerar o processo.

COMENTÁRIOS

Nenhum comentário para esta notícia.

Deixe o seu comentário!

EVENTOS
Não Eventos
Top