OUTROS DESTAQUES
Editais: os obstáculos aos novos grupos
quarta-feira, 27 de agosto de 1997 , 23h55 | POR REDAÇÃO

Os novos grupos que pretendem disputar o mercado de TV por assinatura mostram-se, evidentemente, satisfeitos com a vantagem (existente nas minutas de edital de cabo e MMDS) de não perderem muitos pontos no item técnico que limita a propriedade cruzada, mas ainda assim estão apreensivos com relação a este ponto. O motivo é simples: se o item de restrição de fato for mantido nos editais, a cada nova outorga adquirida, menos pontos se leva nesse quesito nos editais a serem disputados em seguida, o que, na opinião de algumas empresas, pode ser muito ruim. Empresas ouvidas por PAY-TV Real Time News temem que, pela falta de um cronograma bem definido de publicação dos editais, acabe-se desperdiçando aos poucos essa vantagem da propriedade cruzada. Suponhamos que uma empresa sem nenhuma outorga que possa tirar pontos no quesito referido acabe ganhando dez editais para pequenas cidades. O risco é o de, em seguida, ser aberta uma licitação para uma cidade realmente interessante para esta empresa, que terá que disputá-lo já com a desvantagem de dez outorgas, perdendo pontos. A saída aparente para tal impasse, segundo as empresas, é a participação apenas em editais que forem efetivamente interessantes. Mas o que estes empresários temem é o fato de não saberem quando é que determinada cidade será licitada e acabarem perdendo muito tempo para entrar no negócio.

COMENTÁRIOS

Nenhum comentário para esta notícia.

Deixe o seu comentário!

EVENTOS

Principal encontro do mercado de satélites brasileiro

31 de agosto a 1 de setembro
Royal Tulip Rio de Janeiro, RJ, Brasil
Top