OUTROS DESTAQUES
Novo modelo
Ajuda do BNDES à TV a cabo só vem com decisão do governo
quarta-feira, 27 de agosto de 2003 , 18h28 | POR REDAÇÃO

Um ponto relevante do estudo que o grupo de trabalho do Conselho de Comunicação Social apresentou na terça, dia 26, sobre o setor de TV a cabo e que ainda não está consolidado no relatório diz respeito à participação do BNDES em projetos de fomento e universalização da TV paga. Muitos empresários do setor colocam a dificuldade que é encontrar junto ao banco estatal alternativas de financiamento para redes de TV a cabo, principalmente para as de pequeno porte, que não dispõem de garantias a dar. Hoje, o BNDES tem recursos emprestados ou investidos na forma de participação principalmente na Net Serviços, Acom, Horizon e TV Cidade. O que fará parte do relatório do CCS, conforme apurou este noticiário, é a posição do banco estatal manifestada para o grupo de trabalho: para que haja condições especiais de empréstimo para o setor de TV a cabo, deveria haver uma decisão estratégica de governo. Sem esta decisão estratégica, qualquer investimento ou empréstimo só pode ser feito dentro das linhas normais do BNDES, que precisa exigir garantias. São poucos os que acreditam que o governo teria alguma razão especial para definir o setor de TV paga como estratégico. E mesmo que isso acontecesse e que o BNDES passasse a estimular de forma diferenciada o setor, o máximo que aconteceria seria a redução de algumas taxas, já que é impossível ao banco deixar de exigir garantias, por exemplo.

COMENTÁRIOS

Nenhum comentário para esta notícia.

Deixe o seu comentário!

EVENTOS
Não Eventos
Top