OUTROS DESTAQUES
Para empresa restrição à propriedade cruzada prejudica competição I
quinta-feira, 27 de novembro de 1997 , 21h55 | POR REDAÇÃO

Outro argumento do consórcio, tanto para o cabo como para o MMDS, é o fato de a restrição à propriedade cruzada em âmbito nacional ir em oposição às diretrizes básicas do governo, que são estimular a competição e coibir a concentração econômica. Na opinião de Marcos Amazonas, principal executivo do consórcio, a restrição neste âmbito (nacional) só favorece os novos grupos num primeiro momento.

COMENTÁRIOS

Nenhum comentário para esta notícia.

Deixe o seu comentário!

EVENTOS

Principal encontro do mercado de satélites brasileiro

31 de agosto a 1 de setembro
Royal Tulip Rio de Janeiro, RJ, Brasil
Top