Balanço
27/11/2012, 18:42

Receita com TV por assinatura garante lucro da Time Warner

POR RAPID TV

A TV por assinatura salvou mais uma empresa de mídia. A Time Warner Inc viu os lucros do terceiro trimestre superarem as expectativas dos analistas e deixou os investidores satisfeitos. A empresa atingiu um lucro líquido de US$ 838 milhões no trimestre, um pouco acima dos US$ 822 milhões registrados um ano antes. Grande parte deste lucro foi obtido com o faturamento com assinatura de algumas de suas propriedades de mídia: HBO, Warner Bros e  CW, Turner Broadcasting (Cartoon Network, CNN, TBS, TNT) e suas redes regionais de esportes, o que inclui o recém lançado Warner SportsNet e SportsNet Deportes em Los Angeles. As receitas com assinaturas subiram 7% no 3 º trimestre, o que conseguiu compensar a queda de 1% em publicidade.

A receita total de suas propriedades de cabo aumentou 4,1%, para US$ 3,34 bilhões no último trimestre, mesmo com as vendas caindo 3,2%, para US$ 6,84 bilhões no período. Os investidores reagiram bem: as ações subiram 4,2%.

O sucesso da empresa de TV mostra poucos sinais de estagnação. Sua estratégia de abraçar a distribuição digital, principalmente na forma de TV Everywhere focada app HBO GO, continuará a puxar as assinaturas para cima em até 10% até 2014, segundo o analista da Barclays Anthony DiClemente.

Enquanto isso, os direitos de streaming do conteúdo de sua biblioteca através de acordos com Netflix e Amazon acabou por ser vantajoso, trazendo US$ 250 milhões este ano.

"Em um momento em que o mercado de consumo de conteúdo está fragmentado e a audiência da TV ao vivo está caindo, nós acreditamos que uma rede como a HBO, que tem uma programação de alta qualidade original e uma estratégia integrada digital será mais resistente – e valiosa – do que a maioria das redes com con conteúdo de acervo", disse DiClemente.

No entanto, as audiências estão caindo em algumas das redes, incluindo a CNN, cujo presidente, Jim Walton, decidiu demitir-se depois de várias quedas de audiência. A cobertura eleitoral americana ajudou a rede, mas os Jogos Olímpicos de Verão, que perdeu para a NBC, levou os espectadores para longe.

Enquanto isso, a receita com filmes e estúdios de TV caiu 12%, para US$ 2,9 bilhões, apesar de "Batman: o Cavaleiro das Trevas" ter conseguido mais de US$ 1 bilhão na bilheteria mundial. A Warner Bros ainda tem vendas menores do que no ano anterior, quando lançou "Harry Potter e as Relíquias da Morte Parte II" durante o trimestre.

Comentários

Nenhum comentário para esta notícia.

Deixe o seu comentário!

© 0-2017 Save Produções Editoriais. Todos os direitos reservados.
Top