OUTROS DESTAQUES
Acesso
Fim da obrigatoriedade de ISP na banda larga preocupa Anatel
terça-feira, 28 de maio de 2002 , 22h27 | POR REDAÇÃO

Os órgãos de defesa do consumidor, sobretudo os Procons, levantaram a bandeira de que, para quem tem banda larga, é desnecessário obrigar o cliente a contratar um provedor de acesso. Trata-se de uma tese que é informalmente fomentada pelas teles (que pretendem eliminar mais este custo aos seus usuários) mas muito perigosa, no entender da Anatel. Para o conselheiro Luiz Tito Cerasoli "há o risco de o usuário ficar na mão dos grandes grupos, porque logo eles vão concentrar todo o serviço, se esta tese prevalecer. Por ser serviço de valor adicionado, as teles não admitirão mais a interferência da agência e vão fazer o que quiser. Com isso, acabou a concorrência".
O superintendente de comunicação de massa da Anatel, Ara Apkar Minassian, lembra que para as operadoras de TV paga a questão é mais complicada pois existe o regulamento de Serviços de Valor Adicionado que exige que todos os serviços sejam oferecidos por múltiplos ISPs. "Mas a decisão dos Procons é preocupante e nós estamos nos reunindo com os outros departamentos da Anatel para garantir que a política de acesso banda larga seja isonômica".

COMENTÁRIOS

Nenhum comentário para esta notícia.

Deixe o seu comentário!

EVENTOS

Principal encontro do mercado de satélites brasileiro

31 de agosto a 1 de setembro
Royal Tulip Rio de Janeiro, RJ, Brasil
Top