Mercado
28/05/2015, 22:17

AGE da Telefônica aprova incorporação da GVT e nomeação de Amos Genish

Na manhã desta quinta-feira, 28, acionistas da Telefônica aprovaram por unanimidade em assembleia geral extraordinária (AGE) a celebração da aquisição da GVT, bem como a nomeação de Amos Genish como novo diretor-presidente e membro do conselho de administração da empresa. A transação já havia recebido anuência prévia da Anatel em janeiro, além de aprovação do Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade) em março.

A companhia pagou parte do valor total da transação (que foi de R$ 15,812 bilhões) em recursos financeiros, recebendo ações da GVT (GVTPar, controladora da GVT Operadora) e parte em ações entregues à FrHolding108 (correspondente à subsidiária da antiga controladora Vivendi, a Société d'Investissements et de Gestion 108 SAS), representativas de 12% do capital social da Telefônica após a incorporação.

Com isso, foi aprovada também a incorporação da GVTPar, agora subsidiária da Telefônica, e o consequente aumento de capital social no valor de R$ 9,666 bilhões mediante emissão de 68,6 milhões de ações ordinárias e 134,3 milhões de ações preferenciais. Assim, o capital social da companhia totaliza agora R$ 63,571 bilhões, conforme atualização do estatuto social da empresa.

Com a transação, o Grupo Telefônica detém 65,59% da Telefônica, enquanto 12% ficam com a Vivendi e 22,41% em free float. O total de ações é de 1.690.984.923.

Genish: oficializado na direção da operadora

Genish: oficializado na direção da operadora

Reestruturação

Com a reestruturação administrativa, a Telefônica diminuiu de quatro para três o número mínimo de diretores, extinguindo o cargo de diretor geral e executivo, que agora são funções atribuídas ao diretor-presidente – ou seja, Genish. O ex-presidente da GVT assume assim o cargo que estava vago desde 25 de março, quando os então diretores Antonio Carlos Valente e Paulo Cesar Teixeira deixaram suas funções. Eles estavam sendo substituídos interinamente por Alberto Manuel Horcajo Aguirre, que acumulou cargos de diretor presidente, diretor geral e executivo, e diretor de finanças, recursos corporativos e relações com investidores.

Assim, a diretoria estatutária agora está composta por Amos Genish como diretor presidente; Aguirre como diretor de finanças, recursos corporativos e RI; e Breno Rodrigo Pacheco de Oliveira, como secretário geral e diretor jurídico. Genish substitui Valente ainda como membro do comitê de nomeações, vencimentos e governança corporativa.

Comentários

1 Comentário

  1. Guardada as devidas proporções, embora a empresa ja estaria na fase de restruturação, com a diminuição de 04 para 03 Diretorias. Com as Diretorias Telefônica ja reestruturadas, temos agora no mercado, uma empresa com todas as condições de sucesso, isto considerando que o Sr. Amus Genish, fez um grande trabalho na GVT. Porém, abre-se também uma expectativa, para que o cliente também venha a ganhar com este sucesso, onde as empresas deverão "já" promover melhores produtos e serviços, com a qualidade também esperada. Boa sorte e sucesso a todos os membros das Diretorias Telefonica/GVT.

Deixe o seu comentário!

© 0-2017 Save Produções Editoriais. Todos os direitos reservados.
Top