OUTROS DESTAQUES
Interesse da UGC ainda é dúvida no mercado II
quarta-feira, 28 de junho de 2000 , 22h24 | POR REDAÇÃO

A compra da UnitedGlobalCom (UGC) pela Liberty Media anunciada na segunda, dia 26, por US$ 5,5 bilhões, terá reflexos no Brasil muito em breve, analisam observadores internacionais. Pelo acordo, a Liberty torna-se a principal acionista da UGC. Em troca, transfere os seus ativos na América Latina para a UnitedGlobalCom, que firma de vez sua presença no continente. A transação envolve a transferência para a América Latina de 28% (podendo chegar a 50%) da Cablevisión argentina e 40% da Torneos y Competencias. Nos dois casos, portanto, a UGC passa a ser sócia da Hicks. Também entram na transação 43% do "Headend in the Sky" latino-americano, da Digital Latin America. Nesta empresa, onde também tinha a Hicks como sócia, a Liberty cede a sua participação para a UGC. Há ainda transferências de interesses em Porto Rico e México. O Brasil é, portanto, o próximo passo, obrigatório.

COMENTÁRIOS

Nenhum comentário para esta notícia.

Deixe o seu comentário!

EVENTOS
Não Eventos
Top