Mercado
28/11/2014, 17:35

Zola tem 210 horas de programação contratadas para 2015

POR FERNANDO LAUTERJUNG

A produtora Zola já tem aproximadamente 210 horas de horas de conteúdo de TV contratadas para 2015 e, segundo o produtor e diretor José Henrique Fonseca, deve chegar a 250 horas. "Nosso corebusiness é fazer séries de dramaturgia de alto nível para TV aberta e fechada. É claro que fazemos também factuais e comédia, mas a vontade é um dia fazer séries de dramaturgia que possam ser exportadas e virar formatos", diz o sócio da produtora, que tem apenas um ano e meio de existência.

A empresa – que conta ainda com os sócios Carlos Manga Jr, Jimmy Palma, Ivy Abujamra, José Henrique Fonseca, Cláudia Abreu, Eduardo Pop e Selmo Nissenbaum – tem metade do seu orçamento vindo do entretenimento e metade da publicidade. "A publicidade ainda tem uma força muito grande nas empresas de produção, mas o entretenimento começa a ganhar espaço. Há interesse muito grande dos anunciantes nesse crescimento do entretenimento. Acho que o mercado de conteúdo vai crescer com o apoio das marcas e dos anunciantes", diz Fonseca. A aposta dele é que o mercado de entretenimento vai crescer entre 20% e 30% nos próximos dois anos, impulsionado pelo aumento do conteúdo brasileiro na TV por assinatura, a chegada de novos canais e os Jogos Olímpicos. "A gente vê que canais novos estão chegando ao cabo. A olimpíada também vai trazer um giro. Nós temos três projetos só de olimpíada para o próximo ano".

TV paga

Segundo José Henrique Fonseca, que foi um dos sócios fundadores da Conspiração e deixou a produtora em 2009, a TV por assinatura tem sido o principal motor do mercado de conteúdo. "Os canais querem cumprir a cota (de conteúdo criada pela Lei do SeAC) com qualidade. A Globosat, por exemplo, vem fazendo um investimento em dramaturgia bem interessante. São séries bem competitivas e com potencial para outros territórios", diz. "Temos a barreira da língua, mas muitos temas brasileiros são universais. Olhamos com carinho as histórias genuinamente brasileiras que possam viajar", completa.

Um exemplo é a série "Uma Janela em Copacabana", que está sendo desenvolvida com o GNT. A série é baseada no livro homônimo de Luiz Alfredo Garcia-Roza e traz o personagem recorrente na obra do autor delegado Espinosa. "Estamos tendo o maior cuidado e carinho. A série vai ao ar em setembro do ano que vem", conta.

A Zola é responsável por conteúdos como "Temperos de Família", "GNT Fashion", "Receitas de Carolina", "Os Homens são de Marte e é pra Lá que eu Vou", além da segunda temporada de "Vai Que Cola". A produtora está produzindo, a pedido do Discovery Home & Health, um seriado com a cantora Gaby Amarantos, para ir ao ar em 2015.

Comentários

Nenhum comentário para esta notícia.

Deixe o seu comentário!

© 0-2017 Save Produções Editoriais. Todos os direitos reservados.
Top