OUTROS DESTAQUES
Futuro da PSN no Brasil depende de Globosat e ESPN
terça-feira, 29 de janeiro de 2002 , 19h47 | POR REDAÇÃO

O canal PSN está à venda e seu principal comprador é a Fox. Mas o que poderia ser uma negociação trivial traz uma série de detalhes complicados que envolvem diretamente o Brasil. A Fox poderá comprar o canal PSN e seus ativos (incluindo sites, equipamentos, direitos esportivos etc) para toda a América Latina, mas qualquer negociação para o território nacional precisa do consentimento (waiver, no jargão da negociação) da Globosat e da ESPN. Isto porque as três (Fox, Globosat e ESPN) são parceiras no futuro canal ESPN Fox. Ainda não foi dado nenhum tipo de consentimento para a Fox, mas as negociações prosseguem, segundo fontes próximas. Ou seja, não está descartada a hipótese de que o PSN continue em operação no Brasil, mas há quem considere esse cenário o menos provável. Procurada em seu escritório no Brasil a PSN não comentou nenhuma das possibilidades, nem a negociação. O PSN é um canal esportivo controlado pelo fundo Hicks, Muse, Tate & Furst (o mesmo da TV Cidade), que é sócio da Liberty Media na empresa argentina de direitos e eventos esportivos Torneos y Competencias (TyC) e na operadora de cabo Cablevisión. News Corp. (controladora da Fox) e Liberty são tradicionais parceiras e, ao que parece, ambas estão ajudando o Hicks a evitar a falência múltipla do segmento de programação esportiva na América Latina. Além disso, a PSN é a principal concorrente do Fox Sports nos países de língua espanhola do continente.

COMENTÁRIOS

Nenhum comentário para esta notícia.

Deixe o seu comentário!

EVENTOS

Principal encontro do mercado de satélites brasileiro

31 de agosto a 1 de setembro
Royal Tulip Rio de Janeiro, RJ, Brasil
Top