Internacional
29/04/2013, 17:21

Iraque revoga licença de TV da Al Jazeera e outros nove canais

POR RAPID TV

O governo iraquiano revogou as licenças de funcionamento da Al Jazeera e outros nove canais de televisão por satélite no país, alegando que incitam "distúrbios sectários" da insurreição sunita.

Entre os outros canais afetados estão o al-Sharqiya e o al-Sharqiya News, baseados em Dubai. Este canais são populares entre os sunitas do Iraque e de propriedade do empresário iraquiano Saad al-Bazzaz. Outro canal é o Baghdad TV, que tem ligações com o sunita Partido Islâmico Iraquiano. Também está o Anwar 2, com base no Kuwait, mas gerido por uma família iraniana, é o único dos canais alinhados com a comunidade xiita.

"Estamos surpresos com esse desenvolvimento", disse um comunicado da Al Jazeera. "Cobrimos todos os lados das histórias no Iraque, e temos feito isso por muitos anos. O fato de que tantos canais foram atingidos de uma só vez, no entanto, sugere que esta é uma decisão indiscriminada. Instamos as autoridades para defender a liberdade para os meios de comunicação para denunciar as histórias importantes que ocorrem no Iraque. "

Os canais locais Salahuddin, Fallujah, Taghyeer, Babiliya, e al-Gharbiya são os outros que tiveram suas licenças revogadas em 28 de abril.

Comissão de mídia do Iraque, por sua vez, disse que os canais haviam transmitido "desinformação e exagero", o que teria aprofundado as divisões sectárias no país.

Na sua declaração, a Comissão de Mídia fez alusão à cobertura televisiva de um assalto recente por parte das forças de segurança em um acampamento de protesto sunita em Hawija, que deixou cerca de 50 mortos e mais de 100 feridos. Líderes tribais sunitas, em resposta, fizeram um apelo às armas, e confrontos entre manifestantes e forças de segurança continuam.

O governo iraquiano não é capaz de impedir as transmissões via satélite dessas redes, como a Al Jazeera, que são baseadas no exterior. No entanto, a mudança significa que os jornalistas não são mais bem-vindos para relatar a partir de solo iraquiano.

Comentários

Nenhum comentário para esta notícia.

Deixe o seu comentário!

© 0-2017 Save Produções Editoriais. Todos os direitos reservados.
Top