OUTROS DESTAQUES
PANORAMA INTERNACIONAL
Crise da Adelphia pode acabar ajudando a indústria
quarta-feira, 29 de maio de 2002 , 17h54 | POR TOM SOUTHWICK

Enquanto a Adelphia Communications, nos EUA, luta para se salvar da falência, em meio a crescentes acusações de práticas fiscais incorretas, a indústria do cabo nos EUA observa para ver como a tempestade afetará o valor dos assinantes.
As MSO viram nas últimas semanas suas ações caírem, à medida em que os compradores temem que os problemas da Adelphia contaminem outras empresas da indústria. Empresas muito alavancadas, como a Cablevision, vêm sendo fortemente atingidas por esta incerteza.
Mas o resultado da bagunça da Adelphia pode no fim ser uma bênção disfarçada para o setor. No último ano, os valores das ações de operadoras de cabo listadas em bolsa vêm se comportando como uma montanha-russa, na maior parte do percurso indo para baixo. Isso porque os investidores embolam a TV a cabo com os outros serviços de telecomunicações e Internet. E as empresas de cabo não têm reportado grandes lucros, preferindo reinvestir seu caixa em aquisições e crescimento da planta.
Aquisições sempre deram um impulso nas ações das empresas de cabo para o alto. Elas formaram um parâmetro de valor de mercado através do qual se poderia avaliar as empresas e valorar suas ações.
Cinco anos atrás, quando MSOs como a Charter estavam dispostas a pagar mais de US$ 5 mil por assinante na compra de operadoras de cabo, as ações decolaram. O impulso mais recente foi com a compra da AT&T Broadband pela Comcast por US$ 4,6 mil por assinante.
Mas, desde então, as ações de cabo vêm afundando. O papel da Cablevision Systems, por exemplo, assume um valor de apenas US$ 2,5 mil por assinante.
A Adelphia irá provavelmente vender algumas de suas operações, talvez perdendo até metade de seus seis milhões de assinantes. Se o preço obtido por ela for semelhante ao que a Comcast e a Charter pagaram em suas últimas aquisições, cerca de US$ 5 mil por assinante, isso poderia gerar uma ajuda muito bem vinda às sofridas ações da TV a cabo em geral.

COMENTÁRIOS

Nenhum comentário para esta notícia.

Deixe o seu comentário!

EVENTOS

Principal encontro do mercado de satélites brasileiro

31 de agosto a 1 de setembro
Royal Tulip Rio de Janeiro, RJ, Brasil
Top