OUTROS DESTAQUES
Política de audiovisual: pontos polêmicos devem ficar de fora II
quarta-feira, 29 de agosto de 2001 , 22h27 | POR REDAÇÃO

Segundo apurou PAY-TV Real Time News, as concessionárias de radiodifusão de sons e imagens deverão sim, de acordo com a MP a ser assinada, destinar uma parte de sua receita bruta à produção cinematográfica. Este percentual foi negociado com o Ministério das Comunicações em cerca de 2%. Ele não se estende a empresas de TV por assinatura.

COMENTÁRIOS

Nenhum comentário para esta notícia.

Deixe o seu comentário!

EVENTOS

Principal encontro do mercado de satélites brasileiro

31 de agosto a 1 de setembro
Royal Tulip Rio de Janeiro, RJ, Brasil
Top