OUTROS DESTAQUES
As saídas para a crise
quarta-feira, 30 de setembro de 1998 , 21h45 | POR REDAÇÃO

Ao ser indagado pela alta direção de seu banco em Londres sobre o desfecho da crise do Brasil, o principal executivo brasileiro de uma forte instituição financeira teceu suas considerações: "mais cedo ou mais tarde, cairão Pedro Malan, da Fazenda, Gustavo Franco, do Banco Central, será feita a centralização do câmbio e, finalmente, uma desvalorização mais forte do real". O executivo ponderou apenas que "haverá algumas outras coisas no meio que darão a sensação momentânea de que a situação pode ser acertada de alguma forma mais amena". Diga-se de passagem: o próprio presidente do Banco Central já anunciou que sairá se houver uma aceleração cambial.

COMENTÁRIOS

Nenhum comentário para esta notícia.

Deixe o seu comentário!

EVENTOS
Não Eventos
Top