OUTROS DESTAQUES
Valor adicionado
Oi TV no celular tentará inovar no modelo de negócios
quinta-feira, 01 de fevereiro de 2007 , 16h02 | POR FERNANDO PAIVA

O serviço de streaming de canais de TV no celular que a Oi lançará ainda neste semestre procurará inovar no modelo de negócios. A idéia é que, ao contrário de outros serviços similares disponíveis em operadoras concorrentes, o produto da Oi seja mais barato para o consumidor. Entre as possibilidades analisadas estão incluir o custo do tráfego dentro de um pacote de assinatura ou dar descontos de acordo com o volume trafegado.
Quanto ao conteúdo, uma coisa é certa: o serviço terá poucos canais. Quem garante é o diretor de novos negócios da Telemar, José Luis Volpini. Ele entende que o consumidor assistirá TV no celular por questões de conveniência, quando quiser matar o tempo e não tiver uma TV tradicional por perto. Para atender a essa demanda, bastariam alguns bons canais de nicho. Contudo, ele não descarta a inclusão de canais abertos, como a Rede Globo, o que depende de negociação, obviamente. O executivo procura tranqüilizar os radiodifusores: ?A TV de duas polegadas não concorre com a TV de 42 polegadas?.
A empresa não pretende contratar um agregador de conteúdo para formatar o produto, como fez a Claro com a MobiTV. Em vez disto, negociará diretamente com os canais, até para tentar levá-los para suas outras plataformas que também serão lançadas este ano: TV no site do Oi Internet e IPTV para clientes do Velox. A Oi ainda não definiu a plataforma de streaming de vídeo que usará para o serviço.

Mobisodes

Enquanto isso, no serviço de downloads de vídeo da operadora, a novidade é o lançamento em breve de dois seriados filmados no Brasil exclusivamente para telefones celulares. Chamam-se ?Parafina? e ?Tem boi na linha?, produzidos, respectivamente, pela KN e Cara de Cão. Serão ofertados episódios diários. O download de cada um custará R$ 0,99.

COMENTÁRIOS

Nenhum comentário para esta notícia.

Deixe o seu comentário!

EVENTOS
Não Eventos
Top