OUTROS DESTAQUES
O futuro da banda C, caso ela não seja vendida
quarta-feira, 01 de agosto de 2001 , 22h18 | POR REDAÇÃO

Se não conseguir vender a banda C, a Anatel pensa em usar o espaço a ela designado no espectro para aumentar o espaço disponível aos operadores de banda A e B no cerviço celular. Assim, as atuais operadoras teriam, ao invés dos 5 MHz de faixa adicional, mais 7,5 MHz. A tecnologia de WLL também passaria a ser operada na faixa designada à banda C (aliás, como quer a Telemar) e seriam liberadas as feqüências em 1,9 GHz para a terceria geração dos serviços móveis, de acordo com Guerreiro.

COMENTÁRIOS

Nenhum comentário para esta notícia.

Deixe o seu comentário!

EVENTOS

Principal encontro do mercado de satélites brasileiro

31 de agosto a 1 de setembro
Royal Tulip Rio de Janeiro, RJ, Brasil
Top