OUTROS DESTAQUES
TV digital
Encontro com DVB gera confusão sobre posição do Brasil
terça-feira, 01 de novembro de 2005 , 20h00 | POR SAMUEL POSSEBON

A explicação do Ministério das Comunicações para que o ministro Hélio Costa não participasse do encontro organizado pelo próprio Minicom com representantes do padrão Europeu de TV digital é que, por ser um assunto técnico, não cabe ao ministro esse tipo de tarefa. O encontro aconteceu nesta segunda e terça em Brasília, com participação de representantes dos demais ministérios. O ministério diz que mandou representante. Outros participantes disseram que esse representante só esteve no primeiro dia de conversas. Aparentemente, Hélio Costa quis evitar ser identificado como apoiador do padrão europeu, sobretudo depois que manifestações da Casa Civil na semana passada foram interpretadas por algumas reportagens de imprensa como mensagens de apoio ao DVB. Na verdade, Hélio Costa já manifestou abertamente que acha que os broadcasters têm que ser ouvidos sobre o assunto, e os broadcasters não escondem que querem o padrão japonês de TV digital. Da mesma forma, a Casa Civil não defendeu o DVB, mas reconhece que os europeus têm dado mais abertura para a negociação de uma nacionalização, o que implicaria, por exemplo, a adoção de aplicativos e sistemas desenvolvidos no Brasil inclusive por outros países. Durante a Futurecom, André Barbosa, assessor especial da ministra Dilma Rousseff que cuida diretamente desta questão, chegou a dizer que seria bom se os japoneses oferecessem a oportunidade de diálogo com o Brasil da mesma forma como vem fazendo o DVB. Este noticiário apurou ainda que houve pressão dos radiodifusores sobre Hélio Costa para que desfizesse a imagem de que o governo estaria alinhado com os europeus.

COMENTÁRIOS

Nenhum comentário para esta notícia.

Deixe o seu comentário!

EVENTOS

Principal encontro do mercado de satélites brasileiro

31 de agosto a 1 de setembro
Royal Tulip Rio de Janeiro, RJ, Brasil
Top