OUTROS DESTAQUES
Balanço
TNLP registra lucro de R$ 636,7 milhões no trimestre
quinta-feira, 01 de novembro de 2007 , 12h49 | POR FERNANDO PAIVA

A Tele Norte Leste Participações (TNLP), holding do grupo Oi, registrou um lucro líquido consolidado de R$ 636,7 milhões no terceiro trimestre, o que representa um crescimento de 136% em relação ao mesmo período do ano passado e 36% quando comparado com o segundo trimestre. De janeiro a setembro, a companhia acumula lucro líquido de R$ 1,45 bilhão, mais que o dobro verificado no mesmo período do ano passado, quando acumulou R$ 697,7 milhões. Entre as razões para o bom resultado, estão uma significativa redução de custos operacionais e financeiros, informou o diretor de finanças e relações com os investidores da companhia, José Luis Salazar.
A receita operacional líquida aumentou apenas 2,9% na comparação anual entre trimestres, alcançando R$ 4,44 bilhões no período de julho a setembro deste ano. O Ebitda, por sua vez, foi impactado por efeitos não recorrentes de R$ 229 milhões no terceiro trimestre, e com isso subiu 19,6% em relação ao segundo trimestre, atingindo R$ 1,9 bilhão, com margem de 43%. O principal efeito não recorrente foi uma mudança no cálculo da estimativa de contingências trabalhistas. Excluindo esses efeitos não recorrentes, o Ebitda teria sido de aproximadamente R$ 1,7 bilhão no trimestre, com margem de 37,8%, o que significaria um crescimento de 5,2% em relação ao período entre abril e junho e 8,3% quando comparado com o terceiro trimestre de 2006.

Telefonia fixa

O faturamento com telefonia local e de longa distância segue a trajetória de queda. Em telefonia local, a TNLP registrou receita de R$ 2,9 bilhões no trimestre, ante R$ 2,97 bilhões um ano antes. Em longa distância, houve uma queda de 4% na comparação anual entre trimestres, tendo sido registrado um faturamento de R$ 886,8 milhões entre julho e setembro deste ano. A base de assinantes de telefonia fixa permaneceu praticamente estável, com 14,3 milhões de assinantes ao final de setembro.
Por sua vez, a receita com serviços de transmissão de dados continua aumentando. Na comparação anual entre trimestres, essa receita aumentou 13,3%, alcançando R$ 729,9 milhões. Merece destaque o crescimento da receita com o Velox, seu serviço de acesso à internet com ADSL, que saltou de R$ 233 milhões no terceiro trimestre de 2006 para R$ 285 milhões no mesmo período deste ano. Ao final de setembro, o Velox tinha uma base de 1,4 milhão de assinantes. Só no terceiro trimestre houve 127 mil adições líquidas à sua base, o recorde do serviço desde que foi lançado, em 2001.

Endividamento

A dívida bruta da TNLP ao fim de setembro era de R$ 9,4 bilhões. Com o saldo em caixa de R$ 6,3 bilhões, sua dívida líquida era de R$ 3,1 bilhões em 30 de setembro. Isso representa uma queda de 44% na dívida líquida em comparação com a mesma data do ano passado.
De janeiro a setembro a companhia investiu R$ 1,3 bilhão. Desse total, 82% foram destinados à telefonia fixa e 18% à móvel. A maior parte dos recursos foram aplicados em infra-estrutura de transmissão de dados. No quarto trimestre a previsão da empresa é de investir mais R$ 800 milhões. Nesse montante não está incluindo o custo de licenças de terceira geração (3G).

COMENTÁRIOS

Nenhum comentário para esta notícia.

Deixe o seu comentário!

EVENTOS
Não Eventos
Top