OUTROS DESTAQUES
Mercado
Net Serviços diz que pode comprar mais operações
sexta-feira, 02 de fevereiro de 2007 , 17h29 | POR REDAÇÃO

A Net Serviços garante que não está sentindo a concorrência da Telefônica no Estado de São Paulo até esse momento. "Sempre tivemos que enfrentar um mercado muito competitivo, sobretudo com o DTH, e o que está acontecendo agora não é diferente. Então, não posso dizer que estejamos sentindo o impacto", diz Leonardo Pereira, diretor de relações com o mercado da Net, em conferência com analistas de investimentos.
Por outro lado, a Net planeja manter o plano de expansão de sua rede por meio de aquisições de outras empresas do setor. "Continuamos querendo ter um papel na consolidação do setor de TV por assinatura, vendo sempre, é claro, aquilo que faz sentido", diz Pereira. O comentário corrente no mercado é que a Net esteja próxima de adquirir mais uma operadora no interior paulista, possivelmente a BigTV, que tem entre suas cidades cobertas o município de Guarulhos. No ano passado, a Net Serviços comprou a Vivax.

Boas vendas

Ele explicou aos analistas que as previsões de crescimento para 2006, sobretudo de TV por assinatura, foram superadas com larga margem, mas que isso não se deve a nenhum novo fator.
"O que aconteceu, aparentemente, é que a nossa estratégia de vendas conseguiu explicar bem nosso produto, e que houve uma boa compreensão sobre ele. Crescer 18% não é normal em um ano em que a renda não cresceu substancialmente, e por isso ainda esperamos como normal um crescimento de 12% a 15% em 2007. Nós temos que ser sempre mais conservadores", disse Pereira, sem descartar a idéia de ampliar as vendas com produtos de menor preço, que incorporem também a estratégia de triple-play. "Isso será feito na medida em que se mantenha o churn nos patamares atuais". Aliás, a prioridade de venda da Net segue sendo de pacotes combinados de voz, dados e vídeo. O investimento previsto para o ano é de R$ 650 milhões, conforme anunciado no ano passado, dos quais R$ 125 milhões já foram consumidos no quarto trimestre. "Esse montante de investimento pode aumentar, caso seja para proporcionar um crescimento saudável".

Teles

A Net não escapou de questionamentos, por parte dos analistas, sobre a entrada das teles em seu mercado. Francisco Valim, presidente da operadora, foi quem respondeu a essa questão. Para Valim, existem iniciativas ilegais e anti-concorrenciais nos movimentos das teles. "Acredito que elas vão entrar nesse mercado, mas é preciso que façam isso obedecendo a regulamentação e de forma a trazer ganhos para a competição, aos olhos dos usuários. Na cidade de São Paulo havia três competidores de banda larga e hoje há apenas dois".
Valim também disse que não acredita que as empresas de telecomunicações poderão oferecer serviços de IPTV com a oferta de banda larga que têm hoje. "Funciona bem com mais de 20 Mbps. Se ampliarem o que existe hoje de oferta, elas vão conseguir", diz o presidente da Net.

COMENTÁRIOS

Nenhum comentário para esta notícia.

Deixe o seu comentário!

EVENTOS
Não Eventos
Top