OUTROS DESTAQUES
Ações das teles caem em dia de nervosismo na Bolsa
quinta-feira, 02 de maio de 2002 , 22h33 | POR REDAÇÃO

Num dia de muito nervosismo no mercado financeiro, o índice das empresas de telecomunicações (Itel) na Bolsa de Valores de São Paulo caiu 3,95% nesta quinta-feira, 2, acompanhando de perto a queda do índice geral do pregão paulista, o Ibovespa, que foi de 4,2%. O comportamento geral foi regido desta vez pelos resultados de pesquisas eleitorais, que mostram o enfraquecimento do pré-candidato da situação à presidência da República, José Serra, diante da consolidação da liderança do pré-candidato do PT, Luiz Inácio Lula da Silva. Na explicação da analista de telecomunicações móveis da Itaú Corretora, Roberta Kosaka, as ações do setor tiveram ainda mais dois fatores de desvalorização: o contágio dos maus resultados das operadoras européias e mudanças de carteiras de investimentos. As ações preferenciais da Telesp Celular, apesar dos bons resultados de seu último balanço trimestral caíram 6,83%; as da Embratel, já penalizada por sucessivas quedas, caíram mais 4,76%; as da Telemar caíram 3,51%, as da Brasil Telecom caíram 3,98% e as da Telesp Fixa caíram 2,62%.

COMENTÁRIOS

Nenhum comentário para esta notícia.

Deixe o seu comentário!

EVENTOS

Principal encontro do mercado de satélites brasileiro

31 de agosto a 1 de setembro
Royal Tulip Rio de Janeiro, RJ, Brasil
Top