OUTROS DESTAQUES
Banda larga
Alta do dólar faz Telefônica suspender compra de modems
quarta-feira, 02 de outubro de 2002 , 19h43 | POR LUIZ MOURA

A Telefônica suspendeu a compra de 20 mil modems de ADSL da Parks, sua principal fornecedora do equipamento, encomendados em setembro, em função da alta do dólar. A operadora, contudo nega que esteja suspendendo contratos e diz que mantém o ritmo normal de instalação, de 750 novas linhas de banda larga (sob a marca Speedy) por dia.
O modem ADSL da Parks é fabricado no Brasil, porém tem 90% de seu custo em dólar, por conta do alto volume de componentes importados que utiliza. A empresa paga pelo equipamento na moeda estrangeira, em valor convertido para o real trinta dias depois da entrega. Como não pode repassar as variações cambiais ao cliente, que paga em real, tem de arcar com o aumento de custo na instalação do acesso.
Em seu último balanço, referente ao trimestre de abril a junho, a Telefônica divulgou ter instalado 282 mil acessos do Speedy (2,3% do total de linhas em serviço), com um aumento de 42% sobre o volume registrado no encerramento do primeiro trimestre do ano.
Na base de Speedy em operação atualmente, a Parks foi a responsável pelo fornecimento de 200 mil modems. A queda brusca dos pedidos pela Telefônica está sendo compensada por outros modems de acesso à Internet e pela venda de modems ADSL para outras operadoras, como Embratel, GVT e Brasil Telecom. A empresa também negocia com um novo fornecedor a compra de componentes e de tecnologia de modem ADSL com o objetivo de baixar o custo do produto em dólar. Enquanto isso, prepara-se também para fechar contratos de venda de modems para canais de distribuição.

COMENTÁRIOS

Nenhum comentário para esta notícia.

Deixe o seu comentário!

EVENTOS
Não Eventos
Top