OUTROS DESTAQUES
Chamamento é só para faixas adicionais
sexta-feira, 03 de maio de 2002 , 19h42 | POR REDAÇÃO

O superintendente de serviços privados da Anatel, Jarbas Valente, esclareceu que o chamamento público divulgado no Diário Oficial da União desta sexta-feira, 3, refere-se exclusivamente à oferta de faixas de expansão do espectro para operadoras de SMP e SMC, em 1,8 GHz, a partir da faixa anteriormente reservado à banda C, e não às sobras das banda D e E, como foi publicado por TELETIME News. Pela proposta da agência, as atuais operadoras celulares das bandas A e B, se migrarem para o SMP, poderão somar cada uma 20 MHz aos 25 MHz que já têm. As atuais operadoras de SMP poderão somar 15 MHz aos seus 30 MHz. Jarbas Valente explicou que a Anatel decidiu estabelecer faixas com larguras múltiplas de cinco, e não de dez como estava no plano original, para oferecer maior flexibilidade de uso do espectro, de acordo com as necessidades de cada operadora. Haverá licitação apenas onde mais de uma empresa se interessar pelas faixas, o que dificilmente acontecerá, segundo o superintendente da Anatel.

COMENTÁRIOS

Nenhum comentário para esta notícia.

Deixe o seu comentário!

EVENTOS

Principal encontro do mercado de satélites brasileiro

31 de agosto a 1 de setembro
Royal Tulip Rio de Janeiro, RJ, Brasil
Top