OUTROS DESTAQUES
Telemig e Amazônia Celular
Controle das teles volta ao Opportunity após ação da Anatel
quinta-feira, 04 de julho de 2002 , 18h07 | POR FERNANDO PAIVA

A Anatel, por meio de uma ação cautelar assinada pelo seu superintendente de serviços privados, Jarbas Valente, proibiu o voto dos representantes da Globalvest nos conselhos de administração de Telemig Celular Participações e Tele Norte Celular Participações. As empresas foram comunicadas na última segunda-feira, dia 1º. A medida é favorável ao Opportunity, que há meses vem questionando na Justiça a participação da Globalvest nos conselhos. O grupo de Daniel Dantas acusa a Globalvest, que representa acionistas minoritários, de ter conquistado seus lugares nos conselhos usando ações adquiridas irregularmente no mercado, em operação não comunicada à CVM.
A decisão da agência reguladora foi tomada logo após a publicação de um fato relevante na sexta-feira passada, 28, sobre o Processo de Apuração e Descumprimento de Obrigações (Pado) instaurado em janeiro pela Anatel para averiguar as possíveis irregularidades na eleição dos conselheiros da Globalvest. Conforme antecipara uma fonte ligada à TIW, na edição de TELETIME News em 28 de junho, ?a publicação desse fato relevante cinco meses após o Pado objetiva cassar o direito de voto de três membros representantes da Globalvest?.

Opportunity

Com essa ação cautelar, o Opportunity retoma o poder nas duas companhias. Atualmente, a composição dos conselhos é a seguinte: três representantes da TIW; três do Opportunity; três da Globalvest; e dois dos fundos de pensão (Previ, Petros, Telos e Funcef). Como a Globalvest fica proibida de votar e o acordo de acionistas da Newtel obriga as fundações a seguir o voto do Opportunity, o banco gestor tem em suas mãos novamente o controle das empresas.
O Opportunity é o acionista majoritário da Newtel, da qual também são sócios os fundos de pensão. Newtel, por sua vez, é sócia da TIW na Telpart, holding que controla a Telemig Celular Participações e a Tele Norte Celular Participações. A Newtel tem 51% da Telpart, enquanto a TIW tem os 49% restantes. Outra disputa travada há muito tempo no âmbito dessas empresas é a tentativa das fundações de romper a associação com o Opportunity na Newtel, por não estarem mais satisfeitas com o acordo de acionistas.

COMENTÁRIOS

Nenhum comentário para esta notícia.

Deixe o seu comentário!

EVENTOS

Principal encontro do mercado de satélites brasileiro

31 de agosto a 1 de setembro
Royal Tulip Rio de Janeiro, RJ, Brasil
Top