OUTROS DESTAQUES
Autorização especial para TIM, só após "fato concreto", diz Anatel
terça-feira, 04 de setembro de 2001 , 21h07 | POR REDAÇÃO

A Anatel não considera suficientes para liberar a TIM à prestação do Serviço Móvel Pessoal (SMP) apenas as notícias de que esteja investindo na instalação de sua rede nacional ou que já tenha escolhido as suas agências de propaganda para lançar seus serviços na mídia. Segundo o conselheiro Francisco Perrone, vice-presidente da agência, é preciso ter cautela em relação a uma possível autorização especial para a operadora oferecer serviços a partir do início de 2002 sem que a BrT tenha antecipado suas metas de universalização. "Nós temos um plano geral de outorgas e uma regulamentação muito clara em relação a isso. Por outro lado há o interesse público. Nós não vamos pensar em nada excepcional antes de haver um fato concreto". A rede instalada e ociosa poderia ser um "fato concreto", admite o conselheiro.

COMENTÁRIOS

Nenhum comentário para esta notícia.

Deixe o seu comentário!

EVENTOS

Principal encontro do mercado de satélites brasileiro

31 de agosto a 1 de setembro
Royal Tulip Rio de Janeiro, RJ, Brasil
Top