OUTROS DESTAQUES
Estratégia
T-Mobile acaba com franquias de dados no pós, mas com ressalvas
quinta-feira, 05 de janeiro de 2017 , 19h17

Durante a feira de eletrônicos CES, que acontece nesta semana em Las Vegas, a operadora norte-americana T-Mobile apresentou nesta quinta, 5, sua nova estratégia para serviços móveis prometendo acabar com planos pós-pagos com franquias, mas com ressalvas. O plano One, que já havia sido lançado, será o único ofertado a partir do dia 22 próximo. Com ele, o consumidor terá dados ilimitados para navegação, textos e voz, só que o consumo de vídeo estará limitado à resolução de 480p (semelhante a de um DVD comum) a menos que se pague por um "pedágio HD" para receber conteúdo em alta definição por 24 horas. Outra limitação com asterisco é a de usar o celular como roteador: a operadora limita a velocidades 3G a menos que se assine outra taxa. E nos momentos de pico, 3% dos usuários com maior consumo de dados (acima de 28 Gb por mês) "poderão perceber velocidades reduzidas até que o próximo ciclo da conta por causa da priorização de dados".

Da mesma forma, se o cliente consumir menos do que 2 GB por mês, será "recompensado" com US$ 10. Na prática, é a mesma coisa do que estabelecer taxas fixas de consumo excedente – o consumidor se policia da mesma forma para não ultrapassar a franquia de 2 GB. A diferença é que o consumidor não precisaria saber de antemão quanto a mais consumirá por mês, mantendo depois essa média. "Consumidores móveis pagam bilhões extras todos os anos em sobretaxas, impostos, comissões mensais e aumentos de preço adicionados por operadoras", diz o presidente e CEO da T-Mobile, John Legere, em comunicado. "Isso tomou proporções epidêmicas", alega. Clientes antigos permanecerão com seus planos a menos que queiram migrar para o One.

COMENTÁRIOS

Nenhum comentário para esta notícia.

Deixe o seu comentário!

EVENTOS
Não Eventos
Top