OUTROS DESTAQUES
Balanço financeiro
Level 3 registra queda em receitas, mas reverte prejuízo no final de 2013
quarta-feira, 05 de fevereiro de 2014 , 12h39 | POR REDAÇÃO

No resultado financeiro divulgado nesta quarta-feira, 5, a Level 3 registrou queda nas receitas do último trimestre de 2013 e no consolidado do ano, em grande parte devido ao desempenho das receitas de serviços de voz no varejo. Por outro lado, a companhia conseguiu se recuperar e apresentar um lucro líquido nos últimos três meses, apesar de ainda amargar prejuízo no ano.

A empresa conseguiu reverter o quadro de prejuízo de 2012, registrando lucro líquido de US$ 14 milhões no trimestre. Ainda assim, no acumulado do ano inteiro, houve prejuízo de US$ 109 milhões, contra prejuízo de US$ 422 milhões no ano interior. O EBITDA (lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização) ajustado foi de US$ 466 milhões no quarto trimestre, crescimento de 14,50%. No consolidado de 2013, o EBITDA foi de US$ 1,624 bilhão, crescimento de 11,31%. A margem EBITDA subiu de 25,2% para 29,1% no trimestre e de 22,9% para 25,7% no ano.

As receitas da Level 3 no último trimestre de 2013 foram de US$ 1,602 bilhão, queda de 0,74% em relação ao mesmo período de 2012. No consolidado dos 12 meses, a receita total foi de US$ 6,313 bilhões, queda de 0,99%.

Responsável pela maior parte das receitas totais, a área de serviços de core de rede acumulou US$ 1,443 bilhão nos últimos três meses, crescimento de 3,74%. Durante o ano inteiro, a receita foi de US$ 5,591 bilhões, alta de 2,34%. Esse avanço não compensou as quedas nas receitas com serviços de voz em varejo e outras receitas, que caíram 28,70% no trimestre e acumularam US$ 159 milhões. Nos 12 meses de 2013, a queda foi de 20,92%, total de US$ 722 milhões.

Em comunicado, o vice-presidente e CFO da Level 3, Sunit Patel, afirmou que espera para 2014 um crescimento nas receitas de core de rede "acima de 2,9%" considerando moeda constante. Já o EBITDA deveria crescer de 11% para 14% para o consolidado do ano. Para o primeiro trimestre do ano, Patel espera que a receita dessa área fique praticamente estável por conta da sazonalidade.

América Latina

Para a Level 3, a América Latina ainda tem a menor participação nos negócios de serviços de core de rede, representando 0,74% das receitas totais. A região obteve US$ 195 milhões no quarto trimestre, 11% de avanço, e a maior parte foi com as vendas corporativas, que registraram US$ 154 milhões, crescimento de 14%. No ano inteiro, o total foi de US$ 754 milhões, aumento de 11%. Novamente, o destaque é para a área de enterprise, que cresceu 12% e fechou 2013 com US$ 594 milhões. A empresa destaca que houve US$ 10 milhões de "benefícios fiscais" na região nesse período.

COMENTÁRIOS

Nenhum comentário para esta notícia.

Deixe o seu comentário!

EVENTOS

Principal encontro do mercado de satélites brasileiro

31 de agosto a 1 de setembro
Royal Tulip Rio de Janeiro, RJ, Brasil
Top