OUTROS DESTAQUES
CPqD já tem laboratórios credenciados pelo Inmetro
quinta-feira, 05 de julho de 2001 , 18h58 | POR REDAÇÃO

As novas regras de certificação da Anatel determinam que os OCDs tenham laboratórios certificados pelo Inmetro para os realizar testes de cada produto. O CPqD informou que já tem dois laboratórios certificados pelo órgão, dois em processo de certificação e outros quatro que devem ter seu processo de certificação iniciado no mês de agosto. Com a atual estrutura, a fundação afirma que já está capacitada a certificar equipamentos de comutação, terminais telefônicos, componentes eletromagnéticos, entre outros. O CPqD está autorizado a certificar produtos das três categorias estabelecidas pela Anatel. Confira a lista completa de equipamentos que o CPqD poderá certificar:
Categoria I: alarme para linha telefônica; aparelho fac-símile; aparelho telefonista; bloqueador de chamada telefônica; central privada de comutação telefônica (CPCT); estação terminal de acesso sem fio (ETA) para o STFC, SMP e SGMS; identificador de chamada telefônica; interface de áudio e dados; modem analógico, digital e óptico; secretária eletrônica; telefone celular móvel; telefone de assinante; telefone de assinante sem cordão; telefone de uso público celular; telefone móvel por satélite; telefone para ramal sem fio de CPCT; terminal de rede RDSI; transceptor troncalizado (móvel ou portátil); e transceptor fixo assinante rural.
Categoria II: antena de abertura e refletora; antena linear; antena para estação terrena; amplificador de potência de RF; equipamento de radiação restrita; modem para estação terrena; modulador digital; transceptor analógico e digital; transmissor analógico e digital e; transceptor para ERB (STFC sem fio, SMC e SMP).
Categoria III: central de comutação; concentrador de linhas; acumulador de energia; fonte CC até 25A; sistema de retificação; unidade de supervisão; unidade de retificação; acoplador óptico; cabo coaxial; cabo de fibra óptica (inclui OPGW); cabo telefônico (par metálico); cabo para transmissão de dados; conector para fibra óptica; conector para cabo telefônico; conector para cabo coaxial; conector de blindagem; conector para aterramento; distribuidor intermediário digital; distribuidor intermediário óptico; emenda mecânica de fibra óptica; equipamento de rede óptica primária; fio telefônico; módulo protetor; multiplicador de linha de assinante; repetidor óptico; multiplex PDH; multiplex SDH; e multiplexador de dados.

COMENTÁRIOS

Nenhum comentário para esta notícia.

Deixe o seu comentário!

EVENTOS

Principal encontro do mercado de satélites brasileiro

31 de agosto a 1 de setembro
Royal Tulip Rio de Janeiro, RJ, Brasil
Top