OUTROS DESTAQUES
Mobile commerce
M-Pay traz tecnologia de acoplamento acústico para o Brasil
quinta-feira, 05 de julho de 2007 , 14h36 | POR FERNANDO PAIVA

Uma nova tecnologia para transações comerciais via celular chega ao Brasil. Trata-se do ?acoplamento acústico?, cuja patente pertence a uma empresa eslovena chamada Margento. É uma tecnologia para equipamentos de POS (point of sale) capaz de validar uma transação ao ouvir um tom similar àqueles de fax e de modem. A diferença é que quem faz a ligação é o comprador, com seu telefone celular. O POS não precisa estar conectado a qualquer rede. O POS só precisa ?ouvir? o referido tom vindo do telefone do comprador, que deve ser encostado perto do POS durante a ligação.
Quem traz a tecnologia para o Brasil é a M-Pay, junto com um contrato de fornecimento para a Coca-Cola. Dentro de um ano e meio, a fabricante de refrigerantes vai instalar a solução em suas 15 mil máquinas de venda espalhadas pelo País. O projeto que já faz sucesso no leste europeu será replicado no Brasil.
Os primeiros testes começaram nesta semana em Minas Gerais, em parceria com a Visa e a Telemig Celular. Uma versão do POS foi instalada em 15 máquinas da Coca-Cola em Belo Horizonte. O consumidor liga para um número (*2653, no caso de clientes da Telemig; e 31-9933-3333, para clientes de outras operadoras) e interage com uma URA (unidade de resposta audível) para realizar um cadastro, fornecendo alguns dados pessoais e do seu cartão de crédito Visa. Uma vez feito o cadastro, o consumidor recebe uma senha. Das próximas vezes que ligar para aquele número, basta informar quanto quer pagar e digitar a senha. Em seguida, o consumidor deve ?acoplar? seu telefone ao POS na máquina de Coca-Cola. A URA emitirá o som similar ao da conexão de um modem, o POS irá reconhecer aquele som e entregará a quantidade de latas que foram compradas. A cobrança é feita na próxima fatura do cartão de crédito do cliente. As instruções estão descritas nas próprias máquinas da Coca-Cola. ?É fácil de usar, o equipamento é barato e a solução funciona com qualquer telefone?, explica o vice-presidente da M-Pay, Jorge Marinho.
Os testes em Minas Gerais vão durar 60 dias. Depois disso, o short code da Coca-Cola deve ser levado para outras operadoras. As vendas tampouco se limitarão a clientes da Visa e devem ser abertas para outras bandeiras de cartão de crédito.

B2B

A M-Pay planeja levar a solução para as transações entre distribuidoras e pequenos varejistas, especialmente no caso de produtos como cigarros e refrigerantes. Hoje, a maioria dessas transações é feita com dinheiro vivo, o que é perigoso. Os motoristas dos caminhões passariam a levar um POS com tecnologia de ?acoplamento acústico? e a distribuidora teria um short code para que os varejistas liguem de seus celulares e confirmem a compra via cartão de crédito. Hoje, os equipamentos da solução estão sendo importados da Eslovênia, mas a idéia é em breve começar a produzi-los no Brasil.

COMENTÁRIOS

Nenhum comentário para esta notícia.

Deixe o seu comentário!

EVENTOS

Principal encontro do mercado de satélites brasileiro

31 de agosto a 1 de setembro
Royal Tulip Rio de Janeiro, RJ, Brasil
Top