OUTROS DESTAQUES
Os mecanismos para demitir um presidente
segunda-feira, 06 de agosto de 2001 , 20h42 | POR REDAÇÃO

Consta no acordo de acionistas da Telemar que é necessário que no mínimo 33% das ações ordinárias estejam representadas para que se possa fazer a sugestão de destituição de um diretor ao presidente do conselho de administração. Neste caso, o presidente do conselho pode ou não aceitar a sugestão. Como Manoel Horácio foi demitido, ficam duas questões sem resposta: que acionistas se uniram para somar os 33% das ações; e se o presidente do conselho acatou ou não a sugestão. Como a BNDESPar não participou da decisão de demitir Manoel Horácio, assim como os fundos de pensão, ou o acionista Inepar/Opportunity ou a AG Telecom precisariam ter se posicionado pela saída do executivo. O Opportunity foi afastado do conselho pela Anatel em setembro de 2000, perdendo direito de voto e veto na gestão da Telemar. Portanto, seu voto seria uma flagrante desobediência ao órgão regulador. A Andrade Gutierrez, segundo informações veiculadas pela imprensa, votou contra a destituição. A suspeita da Anatel recai, portanto, sobre o Opportunity.

COMENTÁRIOS

Nenhum comentário para esta notícia.

Deixe o seu comentário!

EVENTOS

Principal encontro do mercado de satélites brasileiro

31 de agosto a 1 de setembro
Royal Tulip Rio de Janeiro, RJ, Brasil
Top