OUTROS DESTAQUES
Sucessão na Anatel
Schymura formaliza renúncia ao conselho
quarta-feira, 07 de janeiro de 2004 , 18h44 | POR REDAÇÃO

O ex-presidente da Anatel, Luiz Guilherme Schymura, encaminhou nesta quarta, dia 7, à presidência da República, a sua renúncia ao cargo de conselheiro da agência, apesar do pedido do presidente Lula para que ele continuasse no conselho do órgão regulador. As negociações para a saída do presidente da Anatel começaram efetivamente em uma reunião com Lula na véspera do Natal, e tiveram continuidade na última segunda-feira, dia 5. "O presidente me disse que precisava do cargo. Eu não duvidei e lhe respondi que o cargo estava à sua disposição", revelou Schymura.
Questionado sobre sua opinião a respeito da legalidade da atitude do presidente da República, Schymura disse que "legal ou não legal, eu não faria nada que pudesse ser interpretado como quebra do marco regulatório ou prejudicasse a tranqüilidade do mercado de telecomunicações". A resposta do ex-presidente da Anatel pode ser uma das explicações para os diversos elogios à sua atuação na Anatel vindos do ministro das Comunicações, Miro Teixeira, durante a posse de Pedro Jaime Ziller à presidência da agência, nesta quarta, em Brasília.

Novo cargo

Durante as solenidades para a troca de presidente da Anatel, executivos de empresas e assessores comentavam a possibilidade concreta de Schymura ser convidado para um novo cargo no Executivo. Chegou-se a comentar inclusive que haveria uma vaga reservada para ele no Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade). O ex-presidente da Anatel disse que não foi convidado para cargo algum, e que não poderia responder no momento se aceitaria alguma indicação. Ele deverá cumprir a quarentena (quatro meses sem qualquer tipo de atividade na iniciativa privada, mantendo sua remuneração de conselheiro da Anatel) e voltar às aulas na Fundação Getúlio Vargas, onde é professor.

COMENTÁRIOS

Nenhum comentário para esta notícia.

Deixe o seu comentário!

EVENTOS
Não Eventos
Top