OUTROS DESTAQUES
Tecnologia
Empresa brasileira cria robô controlado por smartphone
sexta-feira, 08 de janeiro de 2010 , 14h58 | POR FERNANDO PAIVA

Imagine um robô cujos movimentos são controlados através do manuseio de um smartphone com acelerômetro. Essa é apenas uma das possibilidades do Robodeck, o mais novo modelo de robô da XBot, uma pequena empresa brasileira sediada em São Carlos/SP. A Xbot é especializada em construir pequenos robôs móveis para fins de entretenimento e de educação. Eles são usados em aulas de mecânica, eletrônica e computação em escolas técnicas e faculdades. "É importante para o aluno ver funcionando na prática o que ele aprende na teoria", explica Antônio Valério Netto, gerente geral da XBot.
O Robodeck, sua mais nova criação, tem quatro rodas que se movimentam de maneira independente. "É como se fosse um computador móvel", explica Valério Netto. O robô, além de um processador interno e memória, possui WiFi, GPS, Bluetooth, Zigbee e entradas USB para acoplar câmeras e outros acessórios. Para demonstração, a Xbot desenvolveu um pequeno aplicativo em Java que permite o controle do Robodeck através de movimentos com um celular que possua acelerômetro. A comunicação é feita via WiFi. Esse aplicativo e vários outros fazem parte de uma biblioteca de softwares que acompanha o robô. A plataforma é aberta, o que permite aos professores e alunos criarem seus próprios aplicativos para interagir com os robôs. Para auxiliar os profissionais de educação, a Xbot fornece material didático sobre os robôs. Vale destacar que é possível montar e desmontar os robôs em sala de aula, pois eles são vendidos em módulos.
Mercado
Segundo Valério Netto, faltam fabricantes brasileiros de robôs para fins pedagógicos e de pesquisa. A maioria das escolas e faculdades importa esses equipamentos. A produção nacional é uma vantagem competitiva da Xbot, que consegue oferecer preços até 60% mais baixos que os concorrentes estrangeiros. O preço do Robodeck varia entre R$ 5 mil e R$ 35 mil, dependendo da configuração e dos acessórios incluídos. O modelo anterior da Xbot, chamado Curumim, custa entre R$ 2 mil e R$ 6 mil.
Seis universidades brasileiras já demonstraram interesse em comprar o Robodeck. Valério Netto espera vender entre 20 e 30 unidades desse modelo em 2010.
Um vídeo do Robodeck sendo controlado por um smarpthone com acelerômetro pode ser visto no seguinte link: http://www.youtube.com/watch?v=aDYOPHZcd74

COMENTÁRIOS

Nenhum comentário para esta notícia.

Deixe o seu comentário!

EVENTOS

Principal encontro de lideranças do mercado de telecomunicações

19 de setembro a 20 de setembro
Royal Tulip Brasilia Alvorada, DF, Brasil
Top