OUTROS DESTAQUES
Novos negócios
Recicladora espanhola de celulares desembarca no Brasil
sexta-feira, 08 de janeiro de 2010 , 17h30 | POR REDAÇÃO

A partir do meio do mês que vem os consumidores brasileiros poderão vender seus celulares usados. A companhia espanhola Zonzoo começará suas operações no Brasil em São Paulo e Porto Alegre. Fernando Cameranesi, representante da Zonzoo Brasil, explica que a empresa está em negociação com uma rede de supermercados para montar os postos de coleta.
Na Espanha a empresa compra celulares usados que são reciclados e revendidos para países africanos, Índia, Leste Europeu, Nicarágua e Haiti a um preço em media 40% inferior que o do aparelho novo. O preço pago depende do modelo e da condição de funcionamento dos aparelhos. O site da companhia na Espanha, mostra que os preços variam de cerca de 2 euros a 17 euros, 18 euros.
O mercado brasileiro, segundo Cameranesi, tem demanda para venda dos equipamentos, já que o consumidor brasileiro troca de aparelho com uma freqüência maior que o europeu. A idéia é que todos os aparelhos comprados aqui sejam revendidos dentro do próprio País. Para isso, a empresa está negociando com distribuidores.
Além de montar postos de coleta em supermercados, a Zonzoo também vai coletar os aparelhos na casa do cliente, mesmo modelo que já existe na Espanha. Segundo o executivo, A Zonzoo na Espanha compra cerca de 10 mil aparelhos por dia, mas apenas 2,5 mil são de fato revendidos. "O custo é alto", reconhece Camaranesi. A Zonzoo compra os aparelhos e troca toda a carcaça de plástico, o teclado, a bateria e o visor. A empresa fatura na Espanha cerca de 8 milhões de euros por ano.
Reciclagem no Brasil
A operadora Vivo tem um programa de reciclagem de celular e acessórios, que em 2009 recolheu 50 milhões de toneladas de resíduos. Os consumidores depositam seu aparelho em um dos 3,4 mil pontos de coleta e esse material é vendido para empresas de reciclagem de eletrônicos. Cerca de 10% dos aparelhos reciclados se transformam em novos terminais. Toda a renda que a operadora tem é revertida ao Instituto Ipê.

COMENTÁRIOS

Nenhum comentário para esta notícia.

Deixe o seu comentário!

EVENTOS
Não Eventos
Top