OUTROS DESTAQUES
Mercado
Citi e fundos esperam vender Telemig antes de nomear diretores
quinta-feira, 08 de setembro de 2005 , 16h22 | POR SAMUEL POSSEBON

Enquanto a Brasil Telecom Participações S/A (BTP) já tem uma nova diretoria indicada pelo Citibank e pelos fundos de pensão e existe um movimento claro de montagem da equipe que assumirá a operadora Brasil Telecom S/A (BrT) já a partir de 30 de setembro, chama a atenção a ausência de movimento semelhante na Telemig Celular e Amazônia Celular. A razão, segundo fonte que acompanha de perto o processo de troca de comando das empresas, é simples: há forte convicção de que os fundos e o Citibank conseguirão vender as duas companhias antes de precisarem entrar para colocar a casa em ordem. As negociações no caso das duas celulares estão bem mais avançadas, e são três os principais candidatos: Vivo, Claro e grupo Algar, não necessariamente nessa ordem. Ninguém esconde que Vivo e Claro são as mais cotadas, até pelo poder de compra. NO caso do grupo Algar, seria necessário que os fundos sinalizassem a intenção de ficar mais um tempo como acionista.
No caso da Telemig e da Amazônia Celular, as negociações provavelmente passarão pelo Opportunity, que é minoritário mas tem participação bastante significativa, sobretudo através da empresa Highlake, que tem 49% da holding controladora Telpart. No caso da Highlake, há uma disputa paralela entre Citi e Daniel Dantas: o City alega ter direito a um terço da empresa,já que emprestou ao Opportunity US$ 22 milhões para que Dantas comprasse, por US$ 65 milhões, a parte da TIW, ainda em 2003. Já o Opportunity diz que são apenas debêntures a que o Citi tem direito, e reconhece que o banco norte-americano tem apenas 5% da Highlake.

COMENTÁRIOS

Nenhum comentário para esta notícia.

Deixe o seu comentário!

EVENTOS
Não Eventos
Top