OUTROS DESTAQUES
TV digital
Ministro questiona valores de caixas conversoras
segunda-feira, 09 de julho de 2007 , 18h56 | POR REDAÇÃO

O ministro das Comunicações, Hélio Costa, disse nesta segunda-feira, 9, considerar ?totalmente fora de cogitação? a possibilidade de o conversor da TV digital chegar ao consumidor final com um valor entre R$ 600 e R$ 700. Esse valor tem sido apontado por fabricantes como o mais próximo da realidade. Na opinião do ministro, se um televisor de 22 de polegadas pode ser adquirido por cerca de R$ 300, o conversor simples não pode custar o dobro. ?Eu acho inacreditável alguém falar de um conversor custando R$ 600?.
Costa disse nesta segunda-feira, 9, após participar de solenidade nos Correios, que irá defender no Fórum da TV digital e no Comitê de Desenvolvimento a fabricação de dois tipos de conversores. Um será mais simples, apenas converterá o sinal analógico para digital, e, por isso, poderá custar barato. O outro terá recursos de interatividade, eventualmente até sendo integrado a decoders de TV por assinatura, e esse, segundo o ministro, poderá custar mais caro. "Se as empresas não baixarem os preços, não duvido nada que um fornecedor chinês apareça oferecendo o set-top por US$ 100".
Sobre a adoção de um sistema que bloqueie a gravação de conteúdo em sinal digital e impeça a cópia dos programas transmitidos, Costa disse que o assunto será novamente debatido em reunião do Comitê de Desenvolvimento, a ser agendada para a semana que vem.

COMENTÁRIOS

Nenhum comentário para esta notícia.

Deixe o seu comentário!

EVENTOS

Principal encontro do mercado de satélites brasileiro

31 de agosto a 1 de setembro
Royal Tulip Rio de Janeiro, RJ, Brasil
Top