OUTROS DESTAQUES
TV por assinatura
Sky passa a oferecer HBO em pacote separado
quarta-feira, 09 de dezembro de 2009 , 17h07 | POR ANDRÉ MERMELSTEIN

A Sky e a HBO anunciaram nesta quarta, 9, uma nova forma de comercialização dos canais premium da programadora. Desde o dia 1º de dezembro os dez canais da família HBO podem ser adquiridos em um combo próprio, não mais vinculado à aquisição de um pacote completo de filmes que inclui também o Telecine.
Segundo o presidente da operadora, Luiz Eduardo (Bap) Baptista, o objetivo é tornar os canais HBO mais acessíveis ao assinante, oferecendo pacotes mais flexíveis, o que foi possível por uma inovação no contrato com a programadora. "Isso acaba com uma barreira histórica da TV paga, que remontava à época em que os provedores de conteúdo controlavam a distribuição. Agora o mercado mudou. Levou um tempo até renovar o contrato, mas agora foi ajustado a esta nova realidade", disse Bap.
"O Brasil era o único país da região em que ainda existia esta realidade", conta Emilio Rubio, presidente de distribuição da HBO Latin America. Ele afirma que a HBO está em conversações e que até o ano que vem deve adotar modelo semelhante com as demais operadoras que distribuem seus canais.
Preço
Baptista conta que o assinante pagava, na situação anterior, R$ 150/mês no mínimo para ter os canais HBO. Agora, pagará a partir de R$ 119,90 por um pacote com os canais (isso para os canais em standard definition. Para os canais HD os valores são outros). As medidas valem também para os assinantes atuais, que podem migrar para os novos pacotes, se quiserem.
Sobre o risco de "downgrade" de assinantes, Bap diz que o acordo é de risco para ambos, Sky e HBO: "Se não der certo, perdemos juntos. Se der certo, ganhamos juntos. Mas apostamos no volume, acreditamos no crescimento do país e do mercado". Ele projeta um crescimento "de dois dígitos" para a operadora em 2010.
Um indicador usado pela Sky de que a procura será boa é o fato de nos pacotes HD, a HBO vender "substancialmente mais" que o Telecine, nas palavras do executivo da Sky.
Rubio também diz acreditar no crescimento do mercado nacional. "Antigamente a estratégias pra a América Latina eram feitas a partir do mercado Argentino. Hoje eles se estagnaram, e o Brasil é quem está crescendo. O país será agora a ponta-de-lança de todas as estratégias para a região", disse.
Crescimento
Luis Eduardo Baptista diz que a Sky tem hoje aproximadamente 1,9 milhão de assinantes no Brasil (apresentação da DirecTV Latina America apresentado na semana passada nos EUA aponta 1,8 milhão), e que a perspectiva é dobrar a base nos próximos dois anos.
Segundo ele, a base de assinantes do serviço de alta definição, lançado este ano, é de 120 mil assinantes. A projeção inicial, de fechar 2009 com 150 mil assinantes HD não deve se concretizar. A projeção atual é de 130 mil clientes. Isso porque, segundo Bap, para atender a toda a demanda haveria uma queda na qualidade do atendimento. "Demanda há, mas para atendê-la a contento acabaríamos prejudicando o atendimento aos demais clientes. Vamos atender a todos, mas não no prazo previsto", disse.
Novo canal
A Sky e a HBO anteciparam que em 2010 será lançado um canal de séries da programadora em alta definição, mas segundo Baptista e Rubio não há ainda uma definição sobre como será este canal. Não dizem se será um canal já existente nos EUA ou um novo, formatado exclusivamente para a região. Mas asseguram que será lançado ainda no primeiro semestre do ano que vem.
A Sky também diz que terá, em 2010, a transmissão de todos os jogos da Copa do Mundo ao vivo em alta definição, o que não deve acontecer em outras operadoras, diz ela. Essa é uma das apostas para o crescimento da oferta em HD.

COMENTÁRIOS

Nenhum comentário para esta notícia.

Deixe o seu comentário!

EVENTOS

Principal encontro de lideranças do mercado de telecomunicações

19 de setembro a 20 de setembro
Royal Tulip Brasilia Alvorada, DF, Brasil
Top