OUTROS DESTAQUES
Serviços móveis
Sony Ericsson lança serviço de música no Brasil
quarta-feira, 09 de dezembro de 2009 , 13h49 | POR FERNANDO PAIVA

A Sony Ericsson lançou esta semana no Brasil um serviço de download de músicas, batizado de "PlayNow plus". É algo muito parecido com o "Nokia Comes With Music", da Nokia. O serviço é atrelado a determinados modelos de celular e o usuário tem direito a baixar quantas músicas quiser pagando uma assinatura fixa. O Brasil é o primeiro mercado da América Latina a receber a oferta. Os próximos devem ser México e Chile. O serviço já se encontra disponível em alguns países europeus, como Suécia e Suiça, e conta atualmente com 30 mil usuários.
No Brasil, o PlayNow plus é oferecido a quem comprar o recém lançado W508 Walkman, celular 3G da Sony Ericsson, que até o final do ano será vendido com exclusividade pela Vivo. O aparelho vem com um aplicativo embarcado para acesso direto à biblioteca musical do PlayNow plus. Para incentivar a degustação, 1 mil músicas vêm pré-carregadas na memória do celular. Em caráter promocional, os primeiros seis meses serão gratuitos. Depois, passará a ser cobrada uma assinatura mensal, cujo valor deve girar entre R$ 20 e R$ 30. A cobrança será feita na própria fatura da operadora. Recomenda-se que o consumidor contrate também um plano de tráfego de dados com a tele.
O PlayNow plus tem mais de 2 milhões de músicas em seu portfólio. E esse número deve dobrar em 2010. As músicas são enviadas sob o modelo de "dual delivery", podendo ser baixadas tanto no celular quanto no computador do assinante. Os arquivos são protegidos por DRM, o que impede sua transferência para terceiros. Entretanto, aqueles que não contratarem o serviço após os primeiros seis meses de gratuidade terão direito a ficar com as 100 músicas que mais ouviram livres de DRM. Os arquivos são bem compactados: cada música tem entre 700 Kb e 1 Mb.
A Sony Ericsson pretende lançar no Brasil mais três modelos com PlayNow plus embarcado durante o primeiro trimestre de 2010, informa a diretora de marketing da empresa no País, Flávia Molina. E a ideia é levar o serviço para outras operadoras além da Vivo, explica a executiva.

COMENTÁRIOS

Nenhum comentário para esta notícia.

Deixe o seu comentário!

EVENTOS
Não Eventos
Top