OUTROS DESTAQUES
Regras trarão competição em 2002, mas com metas flexíveis
sexta-feira, 10 de agosto de 2001 , 20h43 | POR REDAÇÃO

Anatel vai impor metas de cobertura para as operadoras que quiserem obter licenças de longa distância nacional. De acordo com Tito Cerasoli, não faz sentido autorizar novas competidoras no serviço de longa distância sem exigir que estas empresas ofereçam também o serviço local nas localidades onde quiserem ter pontos de presença. Cerasoli disse que uma das reclamações da sociedade é a pouca concorrência no serviço local. "Vamos estabelecer metas de cobertura determinando o atendimento com o serviço local em cidades com determinada população. Estas metas não serão mais duras que as estabelecidas para as empresas espelho", afirmou Cerasoli. O conselheiro da Anatel disse ainda que não será determinada a obrigatoriedade do atendimento ao setor residencial, "mas eles vão acabar atendendo este segmento porque no Brasil não há tantas corporações assim para serem servidas", argumentou.

COMENTÁRIOS

Nenhum comentário para esta notícia.

Deixe o seu comentário!

EVENTOS

Principal encontro do mercado de satélites brasileiro

31 de agosto a 1 de setembro
Royal Tulip Rio de Janeiro, RJ, Brasil
Top