OUTROS DESTAQUES
Telefonia local
Embratel defende desagregação da infra-estrutura
quinta-feira, 10 de outubro de 2002 , 17h56 | POR REDAÇÃO

A Embratel encaminhará este mês à Anatel uma proposta de separação da infra-estrutura das operadoras locais em uma empresa à parte na renovação dos contratos de concessão. ?Isso ajudaria a desenvolver a competição do serviços locais", explicou Purificación Carpinteyro, vice-presidente para serviços locais e assuntos regulatórios da empresa. A idéia do desmembramento das outorgas de telecomunicações entre infra-estrutura e serviços chegou a ser cogitada pelo deputado federal e presidente do diretório nacional do PSDB, Alberto Goldman, como uma das propostas para a renovação dos contratos de concessão, em 2005.
Além da Embratel, que já tinha manifestado apoio à idéia, na opinião de Purificación, a separação deverá contar com a adesão das espelho Vésper e GVT. Segundo a executiva, há brechas legais para realizar esta divisão e um dos melhores momentos para isso será a renovação dos contratos de concessão. A Embratel contratou um advogado especialmente para ajudá-la na elaboração desta proposta.

Modelos

Purificación diz que há diversas possibilidades de modelo para a criação da empresa que controlaria a infra-estutura local. Um deles, segundo ela, prevê que esta companhia seja comandada por um grupo que não tenha participação no controle de nenhuma operadora brasileira. Outra possibilidade é dividir as ações da nova empresa entres as operadoras atuantes no País.

COMENTÁRIOS

Nenhum comentário para esta notícia.

Deixe o seu comentário!

EVENTOS
Não Eventos
Top