OUTROS DESTAQUES
Gestão Opportunity
BrT pagou a Kroll, mas relatórios sumiram da empresa
segunda-feira, 10 de outubro de 2005 , 19h17 | POR RUBENS GLASBERG

Informações colhidas por TELETIME News em meios próximos à nova gestão da Brasil Telecom indicam que houve destruição de documentos antes da saída de Carla Cico da direção da operadora de telecomunicações. Chama a atenção dos novos gestores o fato de que até agora não foi localizado na BrT nenhum documento referente ao contrato assinado por Carla Cico com a Kroll. Apenas foram encontradas as faturas emitidas pela Kroll desde 2002 e que foram todas pagas pela operadora. Os relatórios produzidos pela Kroll cujas cópias foram encontrados pela Polícia Federal na sede da empresa de espionagem e junto ao espião Avner Shemesh não estão arquivados na sede da BrT. São esses relatórios que sustentam a denúncia do Ministério Público em ações que correm na 4a. Vara da Justiça Criminal de São Paulo. Carla Cico e o empresário Daniel Dantas, do Opportunity, estão sendo processados nessas ações por corrupção ativa de servidores públicos, formação de quadrilha e espionagem. A Brasil Telecom costumava dizer que havia contratado a Kroll para investigar supostas irregularidades na compra da CRT. A Polícia Federal e o Ministério Público, contudo, avaliaram que era um trabalho de espionagem promovido contra adversários de Dantas e representantes do governo.

COMENTÁRIOS

Nenhum comentário para esta notícia.

Deixe o seu comentário!

EVENTOS

Principal encontro do mercado de satélites brasileiro

31 de agosto a 1 de setembro
Royal Tulip Rio de Janeiro, RJ, Brasil
Top