OUTROS DESTAQUES
Valor adicionado
Mobile 365 prepara oferta de conteúdo no Brasil em 2006
segunda-feira, 10 de outubro de 2005 , 17h22 | POR FERNANDO PAIVA

A Mobile 365, uma das maiores integradoras de SMS do mundo com mais de 2 bilhões de mensagens de texto trafegadas por mês, está se estruturando para entrar na área de conteúdo para telefonia celular no Brasil no ano que vem.
A empresa tem acordos internacionais com grandes marcas, como Google, Fox, Virgin, Sony Pictures, dentre outras. Sua idéia na área de conteúdo é atuar como um publisher, distribuindo para as operadoras brasileiras serviços de valor adicionado relacionados a essas grandes marcas. ?Esperamos que a área de conteúdo responda por algo entre 10% e 15% do nosso faturamento no Brasil em 2006?, informou o diretor comercial da Mobile 365 no País, José Augusto Vilhena.
A Mobile 365 é resultado da fusão entre a americana Inphomatch e a européia Mobile Way. A primeira traz a experiência com integração em SMS e a segunda é forte na área de conteúdo.

Messaging

A Mobile 365 já atua no Brasil na área de messaging. A empresa tem contratos para garantir interoperabilidades pontuais de SMS para operadoras como Vivo, Claro e Brasil Telecom GSM. A empresa espera alcançar em dezembro um tráfego mensal total de 25 a 30 milhões de mensagens de texto em sua rede no País. Para 2006, a expectativa é de um crescimento de 50% a 60%. Ou seja, em dezembro do ano que vem o volume de SMS na rede da Mobile 365 no Brasil deve girar em torno de 45 milhões. O principal foco de crescimento é a interoperabilidade internacional de SMS. A companhia tem como vantagem competitiva sua conexão direta com mais de 150 operadoras em todo o mundo e indireta com mais de 500.
Recentemente, a empresa perdeu a concorrência com a VeriSign pelo contrato de interoperabilidade nacional de MMS promovido por um consórcio que reuniu todas as operadoras móveis brasileiras. A derrota não tirou o ânimo da empresa, que aposta na interoperabilidade internacional de MMS como outra possível área de crescimento em 2006 no Brasil.
Pelo serviço de integração em messaging a empresa recebe um valor fixo por cada mensagem originada. Na oferta de conteúdo o modelo de negócios será a tradicional divisão de receita.

COMENTÁRIOS

Nenhum comentário para esta notícia.

Deixe o seu comentário!

EVENTOS

Principal encontro do mercado de satélites brasileiro

31 de agosto a 1 de setembro
Royal Tulip Rio de Janeiro, RJ, Brasil
Top