OUTROS DESTAQUES
Endividamento e inadimplência continuam
quarta-feira, 11 de julho de 2001 , 21h53 | POR REDAÇÃO

Mas o que de fato vai impactar os resultados da Embratel no segundo trimestre é o seu forte endividamento em dólares (agravado pela desvalorização do real) e os clientes em atraso. No comunicado, a controladora da operadora de longa distância informou ainda que "não houve mudança substancial no perfil de moedas que compõem a dívida desde o primeiro trimestre de 2001". E que, portanto, "os resultados do segundo trimestre serão afetados pela desvalorização do real". Já a despesa com provisão para devedores duvidosos no segundo trimestre permaneceu dento da faixa informada, muito alta, aliás, de 8% a 9% da receita líquida, conforme TELETIME News informou em edições da semana passada.

COMENTÁRIOS

Nenhum comentário para esta notícia.

Deixe o seu comentário!

EVENTOS

Principal encontro do mercado de satélites brasileiro

31 de agosto a 1 de setembro
Royal Tulip Rio de Janeiro, RJ, Brasil
Top