OUTROS DESTAQUES
Para deputado, governo não pode gastar dinheiro com linhas instaladas
sexta-feira, 12 de abril de 2002 , 19h33 | POR REDAÇÃO

O programa anunciado pelo ministro Juarez Quadros pretende atender 10 milhões de famílias. As dúvidas de Walter Pinheiro se relacionam com a possibilidade do governo simplesmente "comprar" das atuais operadoras as linhas instaladas para antecipar metas de universalização e que ainda não foram colocadas em serviço. De acordo com as estatísticas da Anatel, existe exatamente uma diferença de 10 milhões de linhas entre as instaladas e as em serviço. "O Fust é para ser utilizado na implantação de telefones em áreas não rentáveis, onde não haja interesse de exploração de baixa renda; e não para subsidiar a operação de linhas instaladas", diz Pinheiro. "As empresas já instalaram as linhas, mas, como a população local não tem recursos, querem que o governo banque pelos usuários que não podem pagar. O Fust não é para isso", explica o deputado.

COMENTÁRIOS

Nenhum comentário para esta notícia.

Deixe o seu comentário!

EVENTOS

Principal encontro do mercado de satélites brasileiro

31 de agosto a 1 de setembro
Royal Tulip Rio de Janeiro, RJ, Brasil
Top