OUTROS DESTAQUES
DESEMPENHO
Serviços de telecomunicações caem 2,1% em março
sexta-feira, 12 de maio de 2017 , 11h56

Os serviços de informação e comunicação recuaram 0,4% em março, puxados principalmente pelos serviços de telecomunicações, que caíram 2,1% no mês, conforme dados da pesquisa mensal divulgada nesta sexta-feira, 12, pelo IBGE. Os serviços de TIC, como um todo, encolheram 0,9%, com o resultado positivo de 0,7% dos serviços de TI. Já os serviços audiovisuais, de edição e agências de notícias perderam 0,9% no mês.

Na comparação com março de 2016, os serviços de informação e comunicação caíram 1,4%. Os serviços de TICs recuaram 0,5%, novamente influenciados pelo desempenho segmento de telecomunicações, que retrocederam 1,7%. Os serviços de TI, pelo contrário, avançaram 1,1%. Já os serviços audiovisuais, de edição e agências de notícias despencaram 4,6% na mesma comparação.

No trimestre, os serviços de informação e comunicação apresentaram queda de 0,4% e de 2,2% nos últimos 12 meses. Os serviços de TICs ainda estão positivos no trimestre em 0,7%, mas caem 1,4% em 12 meses. Nesse segmento, o resultado negativo vem dos serviços de telecomunicações, que recuaram 0,6% no primeiro trimestre e 2,6% em 12 meses. Já os serviços de TI avançaram 3,9% no trimestre e 2,2% nos últimos 12 meses. Os serviços audiovisuais, de edição e agências de notícias variaram negativamente em 4,9% no trimestre e 6,9% em 12 meses.

Na comparação com o quarto trimestre de 2016, os serviços de informação e comunicação avançaram 2,8% e 3,1% no segmento de telecomunicações. Mas ante o primeiro trimestre do ano passado, os percentuais são negativos em 0,4% e 0,6%, respectivamente.

A receita nominal dos serviços de informação e comunicação ficou positiva em março e em 12 meses em 0,2%. No trimestre, alcança 2%. Os serviços de TICs tiveram receita nominal negativa em março de 1% e de 2,5% no trimestre. A receita dos serviços de telecomunicações recuou em março em 0,9% e 0,6% em 12 meses, mas no trimestre avançou 1,1%. A variação da receita dos serviços de TI foi negativa em março em 0,2%, mas positiva no trimestre (6,3%) e em 12 meses (4,9%).

Em março, o setor de serviço, considerando todas as atividades pesquisadas, apresentou queda de 2,3% frente ao mês anterior (série com ajuste sazonal), após ter registrado crescimento de 0,4% em fevereiro (revisado) e 0,0% em janeiro (revisado). Essa é a maior queda da série iniciada em 2012 e interrompe uma sequência de quatro meses de resultados não negativos. Na série sem ajuste sazonal, no confronto com março de 2016, o setor apontou queda de 5%, acompanhando as quedas de 5,3% em fevereiro (revisado) e 3,5% em janeiro. Com esses resultados, a taxa acumulada no ano ficou em de quedas de 4,6% e, em 12 meses, 5,0%.

COMENTÁRIOS

Nenhum comentário para esta notícia.

Deixe o seu comentário!

EVENTOS
Não Eventos
Top