OUTROS DESTAQUES
Valores apresentados pelos sócios não batem
quinta-feira, 12 de julho de 2001 , 20h36 | POR REDAÇÃO

A Invitel, liderada pelo Opportunity, usou como justificativa para seu voto um estudo realizado pelo UBS Warburg que conclui que a antecipação de metas não seria vantajosa para a Brasil Telecom. De acordo com Luiz Octávio da Motta Veiga, presidente do conselho de administração indicado pelo Opportunity, o custo para antecipar as metas seria de R$ 1 bilhão. "Neste cálculo, estamos levando em conta tudo o que deixaremos de lucrar porque retiramos recursos de outros negócios para por no projeto de antecipação de metas", explicou Motta Veiga. A Telecom Italia, no entanto, levou à reunião números diferentes. Segundo a operadora italiana, a antecipação das metas custaria apenas mais R$ 300 milhões no orçamento da Brasil Telecom. "Os benefícios que a Brasil Telecom teria com a antecipação de metas seriam muito maiores que esse gasto", disse uma fonte da companhia italiana, acrescentando que a empresa ainda não definiu como reagirá à decisão da reunião.

COMENTÁRIOS

Nenhum comentário para esta notícia.

Deixe o seu comentário!

EVENTOS

Principal encontro do mercado de satélites brasileiro

31 de agosto a 1 de setembro
Royal Tulip Rio de Janeiro, RJ, Brasil
Top