OUTROS DESTAQUES
Interconexão
Telemar processa Embratel por dívida de R$ 219 milhões
quinta-feira, 12 de setembro de 2002 , 16h53 | POR REDAÇÃO

A Telemar quer receber R$ 219,4 milhões da Embratel. A empresa alega que este é o valor devido pela utilização de sua rede pela operadora de longa distância. Segundo comunicado enviado pela Telemar à imprensa, a Embratel não paga integralmente o valor apurado pelo Detraf (Documento de Declaração de Tráfego e Prestação de Serviço) desde agosto de 2001. Por conta disso, a tele local entrou com uma ação judicial de cobrança contra a Embratel nesta quinta, 12.
Antes de optar pela Justiça, a Telemar encaminhou o problema à Anatel. Em 12 de julho de 2002, a agência determinou que a Embratel pagasse em 72 horas o que era devido de acordo com os Detrafs de até então e que passasse a pagar integralmente os Detrafs subsequentes. Isso, todavia, não ocorreu, segundo a Telemar. A empresa que apura o Detraf para a Telemar é a Cleartech, controlada pela EDS. A Embratel não se pronunciou sobre o assunto.

O outro lado

Vale lembrar que este é apenas mais um capítulo em uma longa briga entre as operadoras de longa distância e as operadoras locais no que concerne ao pagamento das tarifas de interconexão, ou seja, de uso da rede de terceiros. Embratel e Intelig há muito reclamam do valor da TU-RL (Tarifa de Uso de Rede Local). Além disso, recentemente denunciaram ao Cade (Conselho Administrativo de Defesa Econômica) indícios de que Telemar, Telefônica e Brasil Telecom cobram TU-RL de si mesmas em suas respectivas ligações de longa distância a custos inferiores aos cobrados das carriers de longa distância, o que caracterizaria uma prática anti-competitiva.

COMENTÁRIOS

Nenhum comentário para esta notícia.

Deixe o seu comentário!

EVENTOS
Não Eventos
Top