OUTROS DESTAQUES
Serviços móveis
Falta de componentes invialbilizaria cumprimento do prazo do Denatran
quarta-feira, 13 de janeiro de 2010 , 20h16 | POR FERNANDO PAIVA

Mesmo que a Justiça derrubasse hoje a liminar que suspende a obrigatoriedade da instalação de dispositivos antifurto nos automóveis, as montadoras não seriam capazes de cumprir o cronograma estabelecido pelo Denatran, que previa que em fevereiro 20% dos carros vendidos no Brasil já tivessem o novo equipamento. O motivo é a falta de componentes eletrônicos para a fabricação dos dispositivos antifurto, revela uma fonte do setor de telecomunicações. "Ninguém esperava uma recuperação tão rápida da economia mundial e agora estão faltando componentes para atender a demanda. É um problema mundial", explica.
Operação assistida
Independentemente da falta de componentes ou do imbróglio judicial, a operação assistida para testar os equipamentos antifurto prossegue normalmente desde meados do ano passado, devendo ser concluída em breve. Reuniões semanais para tratar do assunto vêm sendo promovidas pela Anfavea, associação que representa as montadoras de carros. Já foram feitos os devidos testes de compatibilidade entre os SIMcards e os módulos GSM, vários prestadores de serviço já foram homologados, a ativação e desativação de prestadores também foi testada etc. Nesse momento cada fabricante está verificando em seus carros o funcionamento dos dispositivos que já foram homologados. "A única fabricante que optou por paralisar o processo de testes à espera da decisão judicial final foi a Honda", revela uma fonte.

COMENTÁRIOS

Nenhum comentário para esta notícia.

Deixe o seu comentário!

EVENTOS
Não Eventos
Top