OUTROS DESTAQUES
Mercado
Venezuela paga US$ 527 milhões por ações da Verizon na CANTV
terça-feira, 13 de fevereiro de 2007 , 17h46 | POR LETÍCIA CORDEIRO

O governo na Venezuela deu mais um passo na noite de segunda-feira, 12, rumo à estatização da operadora de telefonia CANTV, quando foi assinado um memorando de entendimento com a empresa Verizon para aquisição da participação de 28,51% do capital social da tele venezuelana. O acordo estabelece o pagamento de US$ 527.247.040,20 pelas 224.410.604 ações que a Verizon detém na CANTV, o equivalente a US$ 17,85 por ação negociada na Bolsa de Nova York. Os detalhes foram revelados em entrevista coletiva pelo ministro ?del Poder Popular para las Telecomunicaciones e Informática? da Venezuela, Jesse Checón.
Segundo a agência de notícias governamental ?Prensa Presidencial?, Checón classificou o processo como ?transparente e de baixo custo? para a nação venezuelana.
A CANTV passará a ser controlada pelo governo da Venezuela, que detinha anteriormente 6,6% das ações da tele e agora, somando a participação da Verizon, passa a controlar 35,11% do capital social da operadora. O restante das ações da CANTV está distribuído entre Telefónica (6,9%), trabalhadores e pensionistas da CANTV (5,1%), Banco Mercantil C.A. (0,04%) e 51,4% estão dispersos com investidores particulares da Venezuela e do exterior.

Nova orientação

O ministro Jesse Chacón afirmou que a meta da CANTV, agora controlada pelo governo, passará a ser o combate à exclusão e a universalização do acesso à internet em todo o território venezuelano. ?É mentira que uma empresa do Estado é uma empresa ineficiente. A ineficiência não tem a ver com ser do Estado ou ser privada?, pontuou. Segundo ele, a nova política da operadora será orientada pelo afã da justiça, ?porque ao Estado não interessa o lucro, interessa a justiça?, e garantiu que todos os usuários serão atendidos e respeitados.
A CANTV foi privatizada em 1991 e conta atualmente com 3,2 milhões de linhas fixas, 6,7 milhões de linhas de celulares e 592 mil assinantes de internet.

COMENTÁRIOS

Nenhum comentário para esta notícia.

Deixe o seu comentário!

EVENTOS
Não Eventos
Top