OUTROS DESTAQUES
TV por assinatura
Unotel quer lançar serviço de TV paga por DTH para ISPs até junho
quinta-feira, 13 de fevereiro de 2014 , 20h24 | POR LEANDRO SANFELICE

A Unotel, fornecedora da infraestrutura para provedores de Internet (ISPs), pretende lançar seu serviço de TV por assinatura até o mês de junho deste ano. O serviço será comercializado por ISPs em todo o território nacional sob uma mesma marca, cujo nome ainda não foi divulgado, com transmissão por DTH.

De acordo com Alessandro Peciauskas, diretor de Programação e Produtos da Unotel, o modelo de negócios da empresa oferece ganho de escala para os provedores. A compra de conteúdo, infraestrutura e equipamentos é feita em quantidades capazes de atender uma operação de grande porte pela empresa, que vende o serviço para os ISPs. “A Unotel irá negociar conteúdo em escala. Atuaremos como empacotadores, com licença do SeAC nossa. O provedor tem sua marca própria de telefonia e internet, mas nós teremos uma marca nacional de televisão. É um produto nacional para concorrer com os grandes operadores”, disse Peciauskas.

Além de contar com uma marca única, o serviço também oferecerá a mesma programação, uma campanha institucional única e preços dos pacotes iguais para todos os provedores que o adotarem. “O operador poderá oferecer combos junto com internet e telefonia. Isso dará espaço para ele fazer suas próprias combinações”, explicou Peciauskas.

De acordo com o diretor, o serviço poderá ser oferecido por uma quantidade limitada de provedores em cada município, que varia um até três operadores dependendo do tamanho do mercado local. Até o momento, a empresa diz ter mais de 100 contratos de reserva assinados, englobando 490 municípios em 20 estados: Amapá (dois municípios), Bahia (oito municípios), Ceará (dois municípios), Espírito Santo (11 municípios), Maranhão (11 municípios), Minas Gerais (157 municípios), Mato Grosso do Sul (seis municípios), Mato Grosso (um município), Pará (sete municípios), Paraíba (quatro municípios), Pernambuco (nove municípios), Piauí (quatro municípios), Paraná (17 municípios), Rio de janeiro (39 municípios), Rio Grande do Norte (um município), Roraima (quatro municípios), Rio Grande do Sul (45 municípios), Santa Catarina (80 municípios), São Paulo (79 municípios) e Tocantins (três municípios).

Peciauskas diz que as negociações com programadoras ainda não foram todas concluídas. Contudo, ele afirma que a grade terá cerca de 120 canais SD e mais 40 canais HD. A empresa pretende entregar alguns dos canais HDs já no pacote básico.

A Unotel contratou os serviços de transmissão por satélite da Media Networks, e em março receberá a primeira remessa de decoders da Kaon, com recepção para sinal via-satélite e IP. O middleware será o Open TV 5, da Nagra.

A caixa desenvolvida pela Kaon para a Unotel traz duas conexões satelitais, duas conexões terrestre ISDB-T e uma interface IP, que será responsável pelo acesso da caixa à Internet Além disso, o equipamento poderá gravar até quatro canais simultâneos – dois do sinal digital terrestre e dois via satélite. Com a compra e instalação de HDs, o cliente poderá armazenar o conteúdo gravado. Futuramente, os operadores que contarem com o serviço poderão oferecer serviços via OTT e VOD via IP.

COMENTÁRIOS

Nenhum comentário para esta notícia.

Deixe o seu comentário!

EVENTOS

Principal encontro do mercado de satélites brasileiro

31 de agosto a 1 de setembro
Royal Tulip Rio de Janeiro, RJ, Brasil
Top