OUTROS DESTAQUES
A extinção da concessão pode acontecer em menos de 180 dias
quinta-feira, 13 de julho de 2000 , 20h26 | POR REDAÇÃO

Guerreiro avalia também que o final do PADO pode ser antecipado pela facilidade encontrada no levantamento dos dados sobre os bens reversíveis (necessários para a manutenção do serviço) da CRT. "Quando a Telefônica comprou a CRT, fez este levantamento, e a Brasil Telecom também fez a mesma coisa quando assumiu a direção da empresa. Estas auditorias foram feitas pela Arthur Andersen, que também é a mesma consultoria que contratamos para fazer o levantamento atual", revelou Guerreiro. A agência e a empresa de auditoria já definiram que o levantamento se dará da seguinte maneira: levantamento dos bens totais da empresa e subtração dos bens não reversíveis. Segundo Guerreiro, desta maneira o resultado sairá mais rapidamente. Os bens reversíveis são aqueles que ficam com a União em caso de cassação da concessão.

COMENTÁRIOS

Nenhum comentário para esta notícia.

Deixe o seu comentário!

EVENTOS
Não Eventos
Top