OUTROS DESTAQUES
Valor adicionado
Clientes da BrT GSM poderão criar sites WAP
quarta-feira, 14 de setembro de 2005 , 18h49 | POR FERNANDO PAIVA

A Brasil Telecom GSM tomou uma iniciativa inédita no mercado brasileiro de serviços de valor adicionado: irá estimular seus usuários a criarem sites WAP. ?Queremos democratizar o WAP?, conta o gerente de marketing de serviços de valor adicionado para o mercado de massa da operadora, Rafael Magdalena.
A partir de outubro, a empresa irá disponibilizar em sua página na web uma ferramenta de edição de sites WAP. O aplicativo, batizado de WapShow, será acessível apenas aos usuários da Brasil Telecom GSM e do BrTurbo (provedor de banda larga da companhia), que não pagarão nada por sua utilização. Cada pessoa terá um limite de 10 Mb para seus sites.
A expectativa do executivo é de que pelo menos 1 mil sites sejam criados até o final do ano. ?É um negócio viral?, comenta Magdalena. Usuários de quaisquer operadoras poderão acessar as páginas, se digitarem os endereços diretamente em seus browsers wap nos celulares. Além disso, a Brasil Telecom GSM criará uma área para o serviço WapShow em seu portal Wap, no qual constarão links para todos os sites, divididos em diversas categorias. Não haverá moderação da operadora sobre o serviço, mas a política de uso do WapShow dará à empresa o direito de retirar do ar sites que considere ofensivos a terceiros.

Ineditismo

Hoje, algumas operadoras, como a Oi e a própria Brasil Telecom GSM, permitem que seus usuários criem blogs para a telefonia celular. A diferença do WapShow é permitir a criação de sites completos, com páginas e subpáginas internas, imagens, links e itens para downloads, como aplicativos Java, wallpapers e músicas.
A abertura que a Brasil Telecom GSM oferecerá a seus usuários é similar àquela do iMode da japonesa NTT DoCoMo. A diferença é que na operadora nipônica os criadores dos sites recebiam um percentual da receita obtida com a visita dos seus sites. Na Brasil Telecom GSM, ao menos por enquanto, os criadores dos sites não receberão nada. ?A inspiração veio de portais para construção de sites na web, como HPG e da própria experiência da DoCoMo?, relata Magdalena.

COMENTÁRIOS

Nenhum comentário para esta notícia.

Deixe o seu comentário!

EVENTOS
Não Eventos
Top